/ressomed (45) 99825.6473 (45) 3264 . 3061 login

Por que a Ressomed?

Atendimento de qualidade

A Ressomed é a única Clínica de Imagem em Medianeira que oferece a Ressonância Magnética de alto campo. (Abaixo você verá um quadro comparativo entre os tipos de Ressonância).
Formada por uma equipe multidisciplinar e Médicos em constante atualização nacional e internacional, a Ressomed conta com equipamentos com a melhor tecnologia disponível no mercado atual, sistemas de gerenciamento e armazenamento de imagens.
Sempre voltada para o tratamento humanizado e esperando ofertar a melhor experiência ao paciente em tratamento ou exame médico, a Ressomed nasce já com a tradição de mais de 30 anos de seu fundador atuando em Medianeira e com o olhar para o futuro e tecnologias que visam cuidar do nosso maior patrimônio, nosso paciente.

Abaixo apresentamos respostas e dúvidas comuns quanto à Ressonância Magnética, além de um quadro comparativo entre os diferentes tipos de aparelho:

O que é Ressonância Magnética?

A ressonância magnética é um exame para diagnóstico por imagem que retrata imagens de alta definição dos órgãos através da utilização de campo magnético. A ressonância magnética não utiliza radiação, porém uma vez que o aparelho tem um potente campo magnético é preciso tomar cuidado para o que não utilizar durante o exame como, marca-passos, seguindo assim corretamente as orientações dadas.

Qual é o equipamento da Ressonância Magnética?

Philips Gyroscan1.0 Tesla

Como é o ambiente da sala onde se realiza a Ressonância Magnética?

O equipamento é localizado em uma ampla sala, climatizada, com painéis de paisagens, proporcionando ao nosso paciente o máximo de conforto.

Qual é o tipo de contraste utilizado no exame de Ressonância Magnética?

O contraste utilizado é conhecido como Gadolínio extremamente seguro quanto à reações adversas.

Para que serve o Contraste?

Em alguns exames é necessário o uso do contraste para melhor visualização de lesões e patologias.

Como é eliminado o Contraste do organismo?

Através do sistema excretor (urina) principalmente nas primeiras 24 horas.

Para que serve os questionários?

Servem para fornecer mais dados ao médico que realizará o laudo do exame.

Qual é a diferença de Campo Aberto e Campo Fechado?

Refere-se ao tipo de túnel no qual o paciente entra para fazer o exame. No campo aberto o túnel é maior, mas o exame é mais demorado e de pior qualidade.
Como a única sensação de claustrofobia é nos exames de crânio, não existe diferença prática entre as duas máquinas, pois a bobina é a mesma, porém a de campo aberto perde na qualidade.

Qual o problema que o paciente pode ter caso realize várias vezes este tipo de exame?

A Ressonância magnética não trabalha com radiação ionizante, portanto não existe problemas na realização de vários exames.

Quadro comparativo RM ALTO CAMPO x BAIXO CAMPO (CAMPO ABERTO).

Os equipamentos de RM possuem um forte campo magnético que varia entre 0,2 Tesla a 3 Tesla. Para comparação, a força do campo gravitacional da Terra é de 0,005 Tesla.
Para produzir um campo magnético tão forte existem 3 tipos de magnetos: Resistivo, Permanente e Supercondutor.
O magneto resistivo assemelha-se a resistência de um chuveiro, no seu funcionamento. Esse equipamento é ligado na energia elétrica e forma um campo ao redor de um fio enrolado. Esses magnetos atualmente não são usados para medicina diagnóstica pois consomem muita energia e campos relativamente baixos.
O magneto permanente está sempre ligado. É formado de várias peças magnetizadas que juntas formam o campo principal. Essa tecnologia tem uma manutenção mais barata, porém a força desses campos são limitadas normalmente a 0,3 Tesla. Essas máquinas são chamadas de RM de Baixo Campo ou Campo Aberto, pois o desenho do magneto se assemelha a um sanduiche, com uma “parte” em cima e outra “embaixo“, deixando os lados mais livres.
Os magnetos  supercondutores são os mais utilizados atualmente e os que oferecem as melhores imagens e diagnóstico mais precisos. Além disso alguns exames de RM só são possíveis de serem realizados nesses equipamentos. Os campos magnéticos são muito altos variando de 1 Tesla a 3 Teslas. Sendo que apenas em campos acima de 1,5 Tesla é possível fazer estudos de espectroscopia. Esses equipamentos são mais caros para sua aquisição e manutenção. O padrão nas grandes clínicas e hospitais são os equipamentos de alto campo. O baixo campo só é utilizado como auxiliar para exames de extremidade.